T65 - Setembro
Corte & costura

T

Um vestido inspirado nos fluidos corporais
Uma criação da estilista grega Dimitra Petsa, que recorre uma técnica especial de drapeamento
“Wet Dress”

Uma criação da estilista grega Dimitra Petsa, que recorre uma técnica especial de drapeamento e costura sobre malha reciclada.

Q
Q

ue é reciclado parece não restarem dúvidas, mas a grande questão que se coloca é a de perceber se está seco ou molhado o vestido de malha que recentemente a modelo Bella Hadid colocou nas boca do mundo. A aparição foi em meados de agosto e logo a peça ficou conhecida como “wet dress”, já que toda a aparência aponta para que a modelo se tenha apresentado como se tivesse optado por ir ao duche vestida, ou tivesse sido fotografada depois de ter caído à piscina. Acontece!

Acontece também que muitas vezes as aparências iludem, e logo os mais entendidos se apressaram a esclarecer que o estilo molhado com que Bella Hadid se apresentou não passa de uma ilusão de ótica, causada por uma técnica de drapeamento. Se non é vero, é benne trovato, dirão os entusiastas do estilo, citando o famoso provérbio italiano que valoriza o resultado independentemente da sustentabilidade das premissas. 

Contam por isso as crónicas que foi grande a aprovação, usando adjetivos como estonteante e deslumbrante para descrever o fervor dos aplausos dos admiradores. O que não explicam é se apenas dirigidos à modelo ou extensivos também à criadora, a estilista grega Dimitra Petsa, que para apimentar a curiosidade explicou que se inspirou nos fluidos corporais para conceber este vestido de malha reciclado. 

Pois é. Embora a perceção seja a de que a modelo se apresentou mesmo encharcada, a verdade é que esse é apenas um efeito de ótica que resulta da técnica de drapeamento e costura utilizada pela estilista, que faz com que surta esse efeito molhado na malha reciclada. 

A par da referência aos fluidos corporais, Dimitra Petsa explicou ainda que o design resulta também de um processo muito íntimo e pessoal, no qual é colocada muita emoção e dedicação. Coisa que, digamos, será fácil de discordar.

Para as eventuais interessadas no estilo, diga-se ainda a peça está avaliada em 2.840 dólares e que a estilista já disse também que cada vestido é feito individualmente para cada cliente e para o formato de seu corpo. Ou seja, nem todos serão iguais e cada vestido molhado terá a aparência própria em função do corpo que o envergue. Garantido apenas é o estilo molhado.

Perfil

A par da referência aos fluidos corporais, Dimitra Petsa explicou ainda que o design resulta também de um processo muito íntimo e pessoal, no qual é colocada muita emoção e dedicação. Coisa que, digamos, será fácil de discordar.

Partilhar