T68 - Dezembro

T68 – Que esperanças e desejos para 2022?

O ano foi difícil e pautado pela incerteza, mas isso em nada impediu que o Cluster têxtil continuasse o seu caminho, sem medo, rumo à prosperidade, ou não fosse o têxtil um dos sectores mais resilientes da indústria nacional. Sem receios, retomaram a produção, mantiveram investimentos e regressaram às feiras, prontos para afirmar as bandeiras de qualidade, inovação e sustentabilidade da ITV portuguesa. Abre-se uma nova era como parceiro europeu de proximidade e por entre votos de crescimento e bons negócios e crescimento para todos, o sector une-se também a uma só voz de protesto contra a subida dos custos da energia, matérias-primas e transporte. E faz votos também para que o PRR seja o bálsamo para atingir a tão desejada estabilidade económica. Que venha 2022!

LER MAIS
T64 - Julho/Agosto

T64 – A escassez de mão-de-obra pode comprometer a retoma?

Após um início de ano complicado e já com a tão esperada – e necessária – retoma aí ao virar da esquina, outra ameaça parece estar a ganhar força: a escassez de mão-de-obra e sem a qual as encomendas não passam do papel. Da redução da carga fiscal aos apoios para a subida dos salários, passando pela deslocalização ou o recurso à contratação e imigrantes, as empresas avançam com várias soluções. O essencial, no entanto, parece ser dignificar e qualificar o emprego têxtil e criar consciência de que trabalhar na ITV é estar num dos sectores que mais riqueza dá ao país.

LER MAIS
T63 - Maio/Junho 2021

T63 – Que expetativas para o regresso às feiras presenciais?

A notícia do regresso às feiras presenciais chegou como uma brisa fresca, mas se há quem mal possa esperar para aproveitar esta oportunidade para voltar aos negócios, há também quem acredite que para já não estão reunidas as condições para um regresso favorável. Algures no meio, o único consenso parece ser o de que as feiras são vitais para a prosperidade dos negócios, e o sentimento é de satisfação generalizada pela promessa de que, dentro em breve, tudo volte ao que era antes.

LER MAIS
T62 - Março-Abril 2021

T62 – As fábricas continuam voltadas para a produção de máscaras?

As empresas voltam a focar-se na moda, nos têxteis técnicos e nos têxteis-lar, onde se registam sinais de retoma. Para a indústria têxtil, as máscaras são agora um negócio de nicho depois de um ano em que a sua produção fez com que fosse possível manter as portas abertas e evita uma queda abrupta dos negócios. A resposta rápida foi um exemplo da capacidade de adaptação da ITV, mas agora o negócio das máscaras parece ter esmorecido. Mais cedo que a própria pandemia.

LER MAIS