T59 - Dezembro 2020
Corte & costura

Júlio Magalhães

Juntas na incerteza
"As clientes que se mantiveram fieis á marca foram realmente essenciais neste ano trágico"
T59 – Micaela Oliveira

"A internacionalização e reconhecimento da marca é fundamental e é para isso que trabalhamos todos os dias. Para sonharmos, para fazermos sonhar e para viver os sonhos", revela ao T Micaela Oliveira

N
N

o teu caso as alternativas digitais têm ajudado a melhorar o negócio?

Sem dúvida! Com a conjuntura mundial e a situação pela qual estamos a passar são uma ferramenta de trabalho extremamente importante e indispensável. Tem sido a única forma de chegar até às pessoas que não têm possibilidade de se deslocar ao atelier ou ao espaço de Cascais (Hotel Miragem) para terem o contacto com a marca. Cada vez mais será uma ferramenta essencial para o negócio.

É sabido que a diminuição de festas e casamentos têm prejudicado as empresas como a tua. Como é que tens conseguido reagir a esta adversidade?

Tem sido um desafio extremamente difícil, tenho que agradecer às minhas clientes que se mantiveram fieis á marca e fizeram questão de estar presentes neste momento tão difícil para todos e foram realmente essenciais neste ano trágico. Felizmente estamos a manter a calma e a passar esta fase da forma menos tumultuosa possível.

Acho que já todos temos saudades dos teus desfiles. Já há alguma data prevista para o próximo?

Estou realmente com muitas saudades! Fizemos dois desfiles na Madeira, mas não há nada como vibrar com o corrupio dos backstage e sentir a presença do público. Porém tenho de assumir que a necessidade de reinventar nos despertou a inspiração para algo diferente e bonito como o desfile no Pico do Areeiro. Se não atravessássemos esta situação provavelmente eu não teria a ideia de o fazer naquele espaço, sem qualquer assistência, apenas com drones e máquinas fotográficas para gravar o momento.

Quando tudo voltar ao normal tens alguma estratégia já definida para aumentar a internacionalização da tua marca?

Sim, á semelhança de outros criadores, todos os meus projetos foram travados mas estou com muita esperança no futuro e com muita vontade de retomar os nossos sonhos e as nossas ambições. Até porque a internacionalização e reconhecimento da marca é fundamental e é para isso que trabalhamos todos os dias. Para sonharmos, para fazermos sonhar e para viver os sonhos.

É público que estiveste na origem da criação da nova marca da Sara Carreira. Existe alguma ideia de desenvolver outros projetos do mesmo estilo?

Sou amiga da família da Sara á muitos anos, conhecia-a desde menina e essa foi uma das razões que me levou a escolhe-lha para este projeto. Neste momento ainda não sabemos se a família quer continuar com este sonho da Sara, mas estaremos sempre disponíveis para aquilo que necessitarem.

Perfil

Micaela Oliveira, 43 anos, estilista. Conquistou a fama pela elegância e ousadia das suas criações e tem na moda nupcial o ponto central do seu trabalho, que, no entanto, se alarga às linhas de pronto a vestir e alta-costura. Pelo seu atelier, na Trofa, passam invariavelmente quase todas as famosas da vida nacional. Cresceu entre tecidos e moles, tem uma paixão impetuosa pela sua profissão e um percurso de grande sucesso. A par das passarelas nacionais, protagonizou já desfiles em destinos tão dispares como Turquia, Antilhas, Malásia ou República Dominicana.

Partilhar