T63 - Maio/Junho 2021
Corte & costura

Júlio Magalhães

Marketing 5.0 em marcha
O potencial da tecnologia se manifesta em estratégias altamente personalizadas
T63 – Juliana Almeida

"Ao contrário do que seria expectável, tudo aponta para que 2021 seja um ano histórico para a JF Almeida. O nosso plano produtivo está totalmente preenchido para os próximos meses." revela a administradora da JF Almeida, Juliana Almeida

P
P

ara começar de uma forma positiva, já se sentem os ventos da retoma na JF Almeida?
Sem dúvida! Ao contrário do que seria expectável, tudo aponta para que 2021 seja um ano histórico para a JF Almeida. O nosso plano produtivo está totalmente preenchido para os próximos meses. Este nível de atividade levou mesmo à criação de 60 novos postos de trabalho. Prevemos atingir um valor de faturação próximo dos 50 milhões de euros, o que nos remete para valores pré pandemia.

Também partilha a ideia de que o e-commerce vai dar um pulo gigante nos próximos meses e anos?
O pulo do e-commerce já se fez sentir. Com as mudanças de hábitos de consumo e logística inerentes, a pandemia quebrou alguns preconceitos e intensificou a procura e a capacidade de resposta. Acreditamos que essa tendência se mantenha. Temos, cada vez mais, o Marketing 5.0 em marcha, como diria Philip Kotler, no qual o potencial da tecnologia se manifesta em estratégias altamente personalizadas.

Num futuro próximo o Made in Portugal ou o Made in Europe vão ter procura acrescida das marcas internacionais?
A globalização é um dado. Quer o procurement, quer a análise de mercados de consumo final é feita à escala global, com a expectativa de ter a melhor relação preço-qualidade. Cada vez mais apostamos em qualidade e essa, em grande medida, é procurada e encontrada na Europa e, no que toca ao têxtil-lar, em Portugal. Há garantias, confiança e delivery que outros destinos não conseguem proporcionar.

A sustentabilidade já era uma preocupação da Juliana e da JFA antes da pandemia ou só nasceu com ela?
A sustentabilidade é uma orientação para a nossa atividade desde há muito. Não só os nossos clientes têm exigências muito grandes neste campo, como também é nosso foco. E manifesta-se pela procura de fornecedores e de processos sustentáveis, bem como pela inovação no nosso produto final. É o nosso “Sustainable Way”. Um exemplo claro é fio 360JFA Recycled Yarn que resulta do aproveitamento de todas as fibras recolhidas em fábrica. Vamos continuar a apostar em pessoas, produtos, processos, parceiros sustentáveis. É esse o caminho.

Nos dias de hoje qual é o mercado mais apetecível para as vossas exportações?
A JF Almeida exporta para mais de 35 países, com a Europa como continente preferencial: Itália, Espanha, França e Alemanha são os principais destinos. Mas estamos atentos à geografia mundial e com perspectivas muito interessantes noutros continentes.

Como está a correr a vida da nova aposta da Emoh?
A Emoh é uma marca recém-nascida e com desafios novos. Trata-se de conciliar o know-how no têxtil-lar que a JF Almeida tem e que é fruto de mais de 40 anos de vida, com o universo novo do homewear. O feedback tem sido muito positivo, com muita procura e interação com o mercado.

Perfil

Administradora da JF Almeida, é licenciada em Economia (Católica Porto) e a mais nova da equipa de administração da empresa, onde estão também os outros três filhos do fundador. Tem como lema de vida enfrentar sempre os desafios com humildade, seriedade, ambição e determinação. A par das marcas e do markting da JF Almeida, o filho Vasco, dois anos, é o outro grande foco do seu dia-a-dia.

Partilhar