João Costa

O imperativo da competitividade

A questão central da economia portuguesa é a competitividade. Como consequência dos seus  fracos níveis de competitividade, a nossa economia tem evidenciado fortes desequilíbrios estruturais, designadamente um elevado défice nas transações com o exterior, de que resultou um volumoso endividamento externo, crescimento anémico, elevados níveis de desemprego, baixos níveis de rendimento, elevado défice das contas públicas e uma gigantesca dívida pública.
LER MAIS