T24 Setembro 2017

Como se resolve o drama da falta de costureiras?

Chegou a hora de dar respostas. A mais engenhosa, deixada em cima da mesa por Paulo Melo, consiste em deixar de olhar só para o custo/hora e passar a valorizar as peças produzidas pelo valor acrescentado do detalhe e trabalho especializado que incorporam. Mas não há uma única solução milagrosa, capaz de por si só resolver o drama aflitivo da escassez de costureiras. O cocktail de propostas aqui apresentado contempla dignificar a profissão de costureira, aumentar salários, ampliar a oferta de formação, deslocalizar produção e - por que não? - importar mão-de-obra...

LER MAIS
T22-23 Julho-Agosto 2017

A ITV já está na 4ª revolução industrial?

Boas notícias. A ITV não foi apanhada a dormir na forma e está na vanguarda da digitalização da manufatura, da arte de por as máquinas a falar entre si, sem intermediação humana direta, que é, ao fim e ao cabo, a tal quarta Revolução Industrial, a que os alemães atribuíram a marca Indústria 4.0 para se apropriarem da autoria do conceito. Na têxtil portuguesa, o futuro começou a montante, na fiação e tecelagem, avançando a todo o vapor para a confeção. É uma revolução silenciosa e uma tendência natural, indispensável num setor que sabe que, além de tudo, tem de diminuir os custos laborais e ultrapassar a escassez de mão-de-obra especializada

LER MAIS
T21 Junho 2017

O Brexit já começou a afectar os negócios?

Paul Valery aconselhou-nos a não insultar o futuro, tentando prevê-lo. Quando se trata de antecipar as consequências para a nossa ITV do divórcio da UE solicitado pelo Reino Unido, os especialistas ouvidos pelo T adoptam a atitude prudente recomendada pelo filósofo francês. Se estivessem a jogar no totobola, não arriscavam - optavam pela tripla. Com o céu pintado de cinzento pelas nuvens da incerteza, a única coisa certa é que o Brexit está a espicaçar o engenho das nossas têxteis, que entre este mês e o próximo, vão ter uma participação recorde (mais de 50 expositores) em quatro feiras
em Londres

LER MAIS
T20 Maio 2017

Há vida na têxtil para além da roupa?

O futuro da ITV não se esgota no fabrico de calças e camisas, lençóis ou edredões. A têxtil já começou a invadir outros sectores, como o dos transportes, a saúde e até a construção civil. Fibras naturais de linho e cânhamo entram na composição da estrutura dos carros da série I da BMW. Sensores integrados no vestuário monitorizam em permanência órgãos do corpo humano, substituindo com vantagem exames médicos. E na reabilitação de estádios para o Mundial do Brasil foram usadas estruturas têxteis. Não, não é ficção científica, há vida na têxtil para além da roupa.

LER MAIS