07 junho 19
Decoração

T

Burel cresce 38% em 2018 e fornece OLX, Google e KPMG

A Burel Mountain Originals fechou o ano passado com um volume de negócios de três milhões de euros, o que representa um crescimento de 38% face a 2017, parcialmente rebocado pelo bom desempenho no segmento de decoração/arquitectura, onde forneceu os escritórios da OLX, Google e KPMG.

“A área de decoração/arquitetura é muito importante. Começamos por usar o burel da decoração do hotel das Penhas Douradas e nas nossas lojas. E logo em 2011 fizemos para a Microsoft  2 500 m2 bordados à mão num prazo recorde de 45 dias”, recorda Isabel Dias Costa, 52 anos, que fundou a Burel Factory após uma carreira de anos de 20 anos no grupo Sonae, onde chegou a administradora da Modelo Continente.

Deloitte, Cidade do Futebol (Oeiras), Museu do Dundo (Angola) foram os projectos seguintes da Burel nesta área, cuja importância levou à abertura de uma loja especializada neste segmento na rua do Ferragial, na zona do Chiado, em Lisboa.    

Maior empregador de Manteigas  – emprega diretamente 60 pessoas na indústria e 52 na hotelaria -, o grupo fundado por Isabel Costa e João Tomás tem crescido sempre em números e projetos.

O grupo Burel Mountain Originals começou com o Hotel da Casa das Penhas Douradas, passando para a recuperação de uma fábrica falida, a Burel Factory, até ao recente investimento em hotelaria, a Casa de São Lourenço, um hotel de cinco estrelas que veio dar nova vida à Pousada de São Lourenço.

“Em 2018 crescemos a dois dígitos em todas as vertentes – valor, volume de negócios e exportação – e isso é o reconhecimento de que estamos a fazer bem. A nossa principal ambição é continuarmos a desenvolver este património, de maneira a que equipamentos e conhecimento se perpetuem e sejam transferidos para gerações vindouras. Queremos comprar mais máquinas e dar-lhes vida”, conclui a CEO da Burel Factory.

Partilhar