Noel Ferreira

A industrialização na secretaria

A vontade de (re)industrializar está aí. A pandemia sacudiu as mentes e eis que os dirigentes europeus deram conta que a Europa limpa, imaculada e a viver apoiada no setor terciário é uma utopia. Temos assistido a uma redução do contributo industrial no produto europeu ao longo dos últimos anos. A indústria desinteressou uma vaga de políticos e houve uma depuração. Ficaram, em abono da verdade, as empresas tecnológicas de alto valor acrescentado. No que respeita à indústria Têxtil, Portugal manteve o produto (após um período mais difícil) mas com mais valor acrescentado. Reduziu a metade o peso relativo das exportações. Foi a debandada para o Extremo Oriente sem esquecer a vizinha Turquia, embora não fosse novidade. Se é para reverter a desindustrialização, como resolver esse novo rumo na secretaria?
LER MAIS