T68 – NEOBARROCO
Fashion Forward

Luís Buchinho

Para as saudosistas do período áureo de Christian Lacroix, entre o final dos anos 80 e início dos 90, ou simplesmente para aquelas que procuram uma dose extra de tudo nas suas escolhas para o vestuário, eis que surge esta tendência maximalista, com o seu toque divertido e super fashion.

A milhas da contenção minimalista ou de tendências mais casual, derivadas do sportswear esta corrente quer-se festiva, opulenta e colorida. 

A época barroca e a corte do Rei Sol são sem dúvida uma das inspirações mais presentes, com as suas silhuetas exageradas, peças extremamente decoradas com rendas, folhos, cortes decorativos e bordados ornamentais. 

Os tecidos utilizados para este festim têm geralmente um aspecto luxuoso (não obstante a utilização de materiais mais básicos, mas valorizados por bordados ou aplicações), onde os cetins, as musselinas e os brocados imperam.


Curiosamente, a paleta de cores pode partir de um conjunto neutro e sóbrio, baseado em negros, branco e tons marfim, mas trabalhado com uma vibrante paleta de tons primários – vermelhos, amarelo, azul, multiplicados nos seus próprios tons.

Os metálicos
É absolutamente imprescindível o seu uso, onde o ouro e a prata são reis
 

Absolutamente imprescindível a utilização de metálicos, onde o ouro e prata são reis, com maior incidência no primeiro. Estes surgem em bordados, botões ou fivelas gigantes, ou no brilho intenso de lantejoulas e cetins.
Uma tendência mais exclusiva, que celebra o retorno à festa, ao bom humor e ao lado mais frívolo (tão necessário) da Moda.

Partilhar