T63 - Maio/Julho 2021
Empresa

T63 – A metamorfose da têxtil de José Campos

A José Campos surgiu em 2013 "com os pés bem assentes na terra", diz o gerente com o mesmo nome. Tudo começou numa cave de casa, até que hoje é uma referência na área de produção de vestuário para homem, mulher e criança em malha circular, exportando 95% daquilo que produz, sobretudo para os mercados europeu e americano

T

Foi ainda muito jovem que José Campos iniciou um percurso profissional como aprendiz de teares circulares. “Era um garoto mas sempre gostei de aprender”, relata o empreendedor que ao longo dos anos, enquanto funcionário de uma reputada empresa têxtil da região, fez várias formações, nomeadamente a de técnico afinador de teares circulares.

Quis o destino que a empresa onde José Campos trabalhou durante mais de duas décadas fechasse para que o agora empresário decidisse abrir o seu próprio negócio. “Sempre foi o meu sonho”, confessa.

O sonho ergue-se em 2013 com “os pés bem assentes na terra”, diz em jeito de metáfora, enquanto conta que a sua confeccionadora se iniciou na cave da sua casa com menos de meia dúzia de colaboradores. “Fomos crescendo aos bocadinhos, conquistando novos clientes, maioritariamente europeus, que gostaram do nosso trabalho e foram ficando”, explica o gerente da Têxteis José Campos. Neste momento a empresa exporta 95% do que produz, com especial destaque para os mercados europeu e americano.

Especializada em produção de vestuário de homem, mulher e criança em malha circular a empresa distingue-se pela experiência dos seus funcionários e pela ligação de confiança que cria com os clientes, alguns deles intermediários de grandes marcas de moda europeia. “Temos o privilégio de trabalhar com marcas muito reputadas que, de ano para ano, têm aumentado as encomendas”, admite o empresário que tem também apostado nas certificações de qualidade e de materiais orgânicos (BCI e GOTS).

É pelo “boca a boca” que tem a aparecido o aumento do número de clientes internacionais. “Um cliente gosta de nós, fala aos amigos de outras marcas e assim temos crescido”, assim explica o crescimento que obrigou já a avançar com um novo investimento no início de 2021.

A empresa transferiu a sua produção para umas novas instalações, também em Lijó, em Barcelos, e adquiriu máquinas que permitem utilizar tecnologia de ponta. “Estamos a falar de um investimento de mais de meio milhão de euros”, contabiliza José Campos, que espera assim aumentar a capacidade produtiva da confeccionadora e agilizar os prazos de entrega aos clientes.

A Empresa

Têxteis José Campos, Unipessoal, Ldª
Rua dos Caminheiros 1150
4750-069 Lijó – Barcelos

O que é? Empresa de confecção dedicada ao private label O que faz? Vestuário de mulher, homem e criança Fundação 2013 Clientes Marcas de moda nacionais e internacionais Equipa 25 colaboradores Exportação 95% da produção Volume Negócios Perto de 900 mil euros  Objetivos Aumentar o número de clientes e o volume das encomendas, destacando-se pela excelência dos processos, serviços e produtos.

Partilhar