A despedida de Boris
Vestimos Boris, com uma extrovertida camisa de afiados colarinhos, sensualmente desabotoada
T70 – As wine-time Fridays é que estão a dar!
T70 - Fevereiro 2022
Acabamentos

Katty Xiomara

É para celebrar a despedida numa festa com bar aberto e ao som de Bee Gees, Donna Summer e Diana Rosss, que a nossa Katty preparou um outfit inesquecível para o primeiro-ministro britânico. Equipado com uma extrovertida camisa de colarinhos afiados em cetim estampado e sensualmente desabotoada, calças justas de cinta subida à boca-de-sino e uma generosa corrente de ouro ao peito. Um look para a Friday Nigth Fever de Boris Johnson

Arrumado que está o assunto das eleições com a maioria socialista, decidi concentrar-me na política externa, que por sinal está ao rubro, e não pelas melhores razões. Porém, não vou brincar com coisas tão sérias.

Nestas últimas semanas constatamos que temos a fama mas não o proveito, e se a moda pega o mundo está perdido. Talvez tenham sido as polémicas palavras do ministro das finanças holandês que espoletaram toda esta moda dos copos, ou não….

A cada dia que passa, temos uma nova revelação do Partygate. Afinal não foi uma nem duas, mas sim mais de uma dúzia de festas que entraram pela pequena porta do número 10 de Downing Street. Claro que foram apenas umas reuniõezinhas de trabalho com vinho, cerveja e jogos de Pictionary, que até ajudaram a restaurar a economia local de Westminster, que agradece os abastecimentos de malas nas garrafeiras dos supermercados. Mas também ensina uma boa lição a qualquer anfitrião: pedidos como este “bring your own bottle” não funcionam…. pelo que lá tiveram de abastecer o frigorifico. Aliás, até tiveram de comprar um novo.

Ao que parece as “wine-time fridays” já existiam por lá, ou seja, a moda dos copos não é culpa nossa, nem do holandês das finanças, mas estas reuniõezinhas ou festinhas, grandes ou pequenas, também chamadas de “social distance drinks” aconteceram enquanto os comuns mortais se esforçavam por ficar recolhidos em casa no maior recato possível. E aconteceram até, no dia do funeral do príncipe, onde vemos a rainha partilhar a sua dor com uma bancada vazia, coisa que de facto não ficou nada bem na fotografia.

Quem é pai tem de reconhecer que isto de dar o exemplo é uma tarefa bem mais difícil do que parece. Mas o próprio Boris Johnson fez questão de sublinhar que a menina “Josephine é um grande exemplo para todos nós ao adiar o seu aniversário até que tenhamos posto o coronavírus a andar”. No entanto, a esposa de Boris devia estar um pouco distraída, ou simplesmente não teve a coragem da pequena Josephine, e não resistiu a organizar uma festinha para o marido. Lindo detalhe, comovedor aliás!

Assim decidimos preparar um look inesquecível para a grande despedida de Boris, seja da Câmara dos Comuns ou das suas sextas-feiras animadas, e quisemos fazê-lo muito rapidamente, antes que a “Lei seca” ou o “Booze ban” que o próprio está a tentar implementar, seja levada a sério.

Para tal conseguimos o inestimável apoio de Marty Reinolds, ou se preferirem “Marty Party”, que nos revelou a temática da derradeira festa no número 10 de Downing Street – “Friday Night Fever”. Por sua vez também conseguimos informações preciosas de Shelley Williams Walker, também conhecida como “DJ SWW” que reforçou a ideia saudosista desta festa, ao revelar-nos que as escolhas musicais passam em grande parte pelos Bee Gees, Donna Summer, Diana Rosss e companhia…

Honrando o conceito da festa, vestimos Boris, com uma extrovertida camisa de afiados colarinhos, em cetim estampado, sensualmente desabotoada que imprime toda uma aura “Disco”. Umas calças justas de cinta subida à boca-de-sino e uma generosa corrente de ouro ao peito. Contudo, deixamos livre e autêntico o seu cabelo, pois seria impossível adequar o seu rebelde penteado ao gelatinoso estilo dos setentas.

E assim Boris Johnson se despede (seja lá do que for) numa festa, reconhecidamente, sem restrições e com bar aberto!

Partilhar