T69 – A festa do picante
T69 - Janeiro 22
Cantinas do Serrão

Manuel Serrão

Neste mês de janeiro em que o frio nos tem batido à porta com inusitada violência e nem as arruadas e arruaças eleitorais nos parecem conseguir aquecer os ânimos, lembrei-me de viajar até ao nosso cantinho menos agreste, o Algarve.

Não é que goste muito de ser picado (ao contrário do Dr. Rui Rio) mas ainda e sempre na luta contra as baixas temperaturas, escolhi de todos os restaurantes algarvios que conheço aquele que é mais famoso pelo seu picante. Até porque no nome que escolheu, Piri Piri, diz logo ao que vem. E o que aí vem…
O Piri Piri Steak House está integrado no Pine Cliffs Resort, entre Albufeira e Vale de Lobo, mas tem entrada direta pela estrada que nos leva a um dos acessos públicos à enorme Praia da Falésia.
Mais do que falar da magnífica carne que lá se pode comer em muitas e variadas versões e cortes, gostava de destacar o serviço de excelência capitaneado pelo meu amigo Joaquim Fraga e, acima de tudo, a coleção de picantes que é posta à disposição de todos os comensais.

Uma coleção de picantes
São seis os picantes que compõem o painel. Seis desafios diferentes na geografia e grau de “violência“

São seis os picantes que compõem o painel. Seis desafios diferentes na sua génese, origem geográfica e grau de “violência“, que está indiciado num ranking que tem no número um o mais friendly e no seis o mais perigoso. Para um adepto habitual e “passageiro frequente” destes ingredientes como o autor destas Cantinas, não é muito grave chegar ao topo da tabela embora queira partilhar com os leitores que o nível seis exige alguma contenção e o nível três também tem muito que se lhe diga.
Fica o desafio feito para os leitores que gostam de novas experiências com a certeza que uma boa digestão está desde logo assegurada.

RESTAURANTE
Piri Piri Steak House

Pinhal do Concelho, Estrada das Açoteias 

8200-912 Albufeira

Partilhar