O Egipto aqui tão perto
T14 Novembro 2016
Cantinas do Serrão

Manuel Serrão

Na mesa da Pirâmide do Egipto não há lugar para exotismos, as carnes e os peixes, são os de sempre, bons de provar e de comer, na grelha ou noutros preparados, que a paleta de sabores é vasta.

Agora já posso dizer que conheço as Pirâmides sem nunca ter ido ao Egipto.  Aliás,  sem mentir, posso até ir mais longe (mas continuando sem arredar pé de Portugal), afirmando que já estive na Pirâmide do Egipto. Para os poucos membros da comunidade têxtil que ainda estão descrentes a esta altura da crónica, esclareço que é assim que se chama um restaurante localizado entre Serzedelo e Moreira de Cónegos,  que deve este nome ao Moisés, o seu proprietário carismático, com este nome sui generis, que nos leva para essas paragens exóticas.

Já em cima da mesa, não há lugar para exotismos! As carnes e os peixes, os frangos e os bacalhaus são os de sempre, bons de provar e de comer, na grelha ou noutros preparados, que a paleta de sabores é vasta na Pirâmide do Egipto.

Já lá tinha estado há alguns anos, mas foi agora em duas visitas recentes com o meu amigo Vítor Abreu, da Endutex, e depois com a família da Têxtil de Serzedelo, que pude deliciar- me com várias iguarias, que começaram no capítulo das entradas com uns magníficos ovos rotos, pimentos de Padrón (dos que picam a sério) e um denominado crocante de frango, que são uns panadinhos do dito, acompanhados de um molho tipo tártaro que é o segredo do sucesso.

Pirâmide do Egipto
Deve este nome ao Moisés, o seu proprietário, que com este nome nos leva para essas paragens

Nos pratos de resistência, primeiro optei e bem por um cabritinho assado e umas bochechas de vitela excelentes e na segunda aceitei o desafio de comer um peixe grelhado longe de Matosinhos e fui “derrotado” aos pontos. Robalo e rodovalho estavam ao nível dos melhores que quotidianamente como à beira-mar.

Para regar o último repasto bebi um vinho verde caseiro bem batido, ainda assim na opinião (suspeita…)  dos meus convivas, um degrau abaixo do seu Verde da Quinta dos Ingleses…

Mas o melhor de tudo, para além da simpatia do Moisés, é a oportunidade que tenho de lá rever as minhas amigas e amigos da ITV, da Perfel até à Fábrica de Tecidos do Carvalho, passando pela B. Sousa Dias, entre muitos outros, que sempre encontro aos molhos e me tornam a refeição ainda mais prazenteira.

RESTAURANTE
Pirâmide do Egipto

Rua da Estação 1

4815-277 Moreira de Cónegos

Guimarães

Partilhar